Ambisis – Software para Gestão Ambiental

ESG – A nova onda verde

Cada vez mais as pessoas estão ocupando cargos de gestão institucional e avaliando práticas ambientais, sociais e de governança antes de investirem nas empresas. Essas características dão origem ao que chamamos de ESG. Você já ouviu falar? Neste texto você vai ficar sabendo, com detalhes, tudo sobre o que é ESG, o significado da sigla, exemplos na prática, a evolução do ESG, vantagens, investimentos em empresas que implementam a sigla e como aplicar ela na prática.

Origem da sigla ESG

Em 2005 em uma publicação exploradora do Banco Mundial juntamente com o Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) foi criada a sigla ESG em conjunto com 20 instituições financeiras de 9 países, incluindo o Brasil, chamado Who Cares Wins. Além do mais, esse termo surgiu de uma provocação que o secretário geral da ONU (Kofi Annan) fez a 50 CEOs de grandes entidades financeiras, para que implementassem fatores sociais, ambientais e governamentais no mercado de capitais. Portanto, no mesmo período, foi lançado o relatório Freshfield pela UNEP-FI, mostrando a importância da integração do ESG para a avaliação financeira. Contudo, no ano de 2007, surgiram os green bonds, títulos com objetivo de juntar recursos para promover a melhoria do meio ambiente. São reconhecidos como títulos verdes ou investimentos verdes. Hoje, os critérios ESG evoluíram globalmente e estão apontando para um rumo sem volta no mundo dos investimentos. Como, por exemplo, de acordo com as informações da empresa PwC, dizendo que até 2025, cerca 57% dos ativos de fundos mútuos na Europa serão ESG, isso em valores, significa um valor em torno dos 7,6 trilhões de euros.

Significado da sigla ESG

O ESG vem do inglês e tem como significado Environmental, Social and Governance (Ambiental, Social e Governança). Esse conceito tem utilidades diferentes, pode ser aplicado internamente, na gestão da empresa, ou também externamente, para ser analisado. Portanto, existem objetivos interdependentes, tanto para quem é colaborador de uma empresa, quanto para quem analisa a empresa externamente.

esg-ambiental-social-governança

E – Environmental (ambiental)

Então, nessa categoria a empresa planeja e desenvolve as ações alinhadas em visar a preservação e proteção do meio ambiente, algumas categorias que se encaixam são:
  • Aquecimento global;
  • Desmatamento;
  • Escassez da água;
  • Exploração irregular de matéria prima;
  • Descarte de resíduos; 
  • Logística reversa.
Dentro da sigla E, entra também o selo ISO 14.001, uma norma internacional que permite às empresas demonstrarem o seu compromisso com o meio ambiente.  [Clique para saber como o Ambisis pode te ajudar a ser uma empresa ESG] 

Como conseguir a certificação da ISO 14.001?

De acordo com as informações do site Gov.br, empresas que desejam alcançar a certificação ISO 14001:2015 precisam ter um Sistema de Gestão Ambiental que siga todos os requisitos da norma. Portanto, será submetida a uma auditoria de certificação com ajuda técnica de uma orientação de destaque na área. Contudo, quando os processos estiverem seguindo o padrão e funcionando, a empresa deve realizar uma auditoria interna, na qual servirá como uma grande revisão e preparação para a auditoria externa, aquela que irá conceder o selo ISO para a empresa.

Exemplos de ações ambientais:

  • Políticas de desmatamentos;
  • Aliás, o uso de fontes de energias renováveis;
  • Gestão de resíduos;
  • Preservação da biodiversidade;
  • Parecer da empresa em relação às mudanças climáticas;
  • Logística de produtos e materiais;
  • Além disso, uma aplicação de políticas para redução da poluição da água e do ar.

S – Sociais

Por outro lado, na questão social as empresas desenvolvem e aplicam ações direcionadas às suas comunidades e seus públicos internos e externos, tornando os relacionamentos entre si mais justos, alguns exemplos:
  • Diversidade da equipe;
  • Relacionamento com a comunidade;
  • Envolvimento dos funcionários;
  • Aliás, respeito às leis trabalhistas e aos direitos humanos.

Exemplos de ações sociais:

  • Plano de previdência para os funcionários;
  • Salário justo;
  • Benefícios para os colaboradores;
  • A empresa deve se posicionar em relação aos direitos humanos;
  • Programas de qualificação e treinamentos;
  • Envolver os funcionários na gestão da empresa;
  • Política corporativa em relação à inclusão e a diversidade;
  • Aliás, é importante ter uma boa gestão de relacionamento entre cliente e empresa.

G – Governance (governança)

Por último temos o G, que se trata do sistema de governança corporativa da empresa e suas práticas adquiridas, elas precisam estar muito bem alinhadas e muito bem implementadas dentro das corporações. Portanto, são analisados aspectos como:
  • Membros do conselho;
  • Conduta corporativa;
  • Aliás, a existência de canais de denúncia;
  • Estrutura de comitê de auditoria.

Exemplos de ações de governança:

  • Gestão de riscos;
  • Transparência em relação à contabilidade e o financeiro;
  • Remunerar os acionistas;
  • Práticas anticorrupção e integridade;
  • Portanto, é preciso ter relatórios financeiros honestos;
  • Diversidade e igualdade nos conselhos.

Evolução da sigla ESG

As referências ESG tiveram um grande crescimento no final do ano de 2019 e no começo de 2020 com o avanço da pandemia, que colocou em pauta, mais do que nunca, a qualidade de vida da sociedade, elevando a discussão no ambiente virtual a um novo patamar. Portanto, com a evolução e um volume significativo de pessoas falando sobre o assunto, foram observados mais de 22 mil conteúdos novos sobre o tema na internet. O Pacto Global as oito mais pesquisadas foram: “tendência ESG”, “fatores ESG”, “movimento ESG”, “políticas ESG”, “agenda ESG”, “critérios ESG”, “questões ESG”, “iniciativa ESG”. Além do mais, a sigla ESG ganhou bastante força no Fórum Econômico Mundial que aconteceu em Davos, no ano de 2020. Quando a pandemia de covid-19 acelerou e implementou critérios dos três pilares ESG como principais nas discussões da permanência do negócio no mercado. Contudo, no ano de 2021 a sigla ganhou bastante força e se transformou em uma verdadeira palavra de ordem, sendo assim, foi difícil ler os noticiários sem ver as empresas transformando as suas práticas para se encaixar aos padrões ESG. Além disso, a partir de 2022 os investimentos em empresas de tecnologia e em práticas ambientais, sociais e governamentais devem ganhar um aumento considerável, fazendo com que cada vez mais as empresas implementem a sigla e suas condicionantes.

Vantagens de ser uma empresa ESG

A implementação do ESG nas empresas contribui para uma boa imagem diante dos consumidores e investidores e, consequentemente, nos resultados financeiros das organizações. Portanto, implementar políticas sustentáveis passou a ser uma regra no mercado. Então, o impacto da sigla no meio empresarial é de extrema relevância do ponto de vista econômico, algumas vantagens são:
  • Então, melhorar o desempenho financeiro;
  • Portanto, aumentar a confiança do investidor;
  • Garantir a fidelidade do consumidor;
  • Fortalecer a imagem positiva da empresa;
  • Ampliar a retenção e satisfação de talentos;
  • Então, reduzir custos e desperdícios;
  • Assegurar a transparência;
  • Mitigar riscos.
Portanto, é garantir que a sua empresa vai ter um futuro sólido e também que todos aqueles que estejam envolvidos, independente de qual parte também vão ter um retorno positivo.

Investimentos em empresas ESG

Além do mas, o ESG auxilia para atestar se uma organização possui a compreensão da influência que ela exerce, o impacto positivo ou negativo e também do valor compartilhado que ela pode causar por meio dos seus negócios diante a todo o seu ecossistema de relacionamento. Em outras palavras, ele busca medir se a empresa é realmente uma opção viável para investimentos sustentáveis capaz de gerar impactos financeiros, sociais e ambientais positivos. Dessa forma, a integração de ESG na estratégia do modelo de negócios das instituições insiste que propósito e lucro são indispensáveis. Aliás, o mercado está cada vez se importando mais com o meio ambiente, exigindo que as empresas também estejam se preocupando e que tenham meios de preservação ambiental (tratando a água, descartando os resíduos de forma correta, usando energia renovável, etc). Portanto, o investidor vai preferir investir em corporações que estão seguindo esses termos, porque o risco de perder o dinheiro investido é muito menor.
close-up-environment-sign-collection
Ícones meio ambiente

Quer ser uma empresa ESG? Saiba por onde começar:

Primeiramente é importante entender as motivações da sua empresa e alinhar as expectativas. É quase impossível de se criar um programa de sustentabilidade de um dia para o outro. Outro ponto, é alinhar as ações sociais da sua empresa, ter um bom relacionamento com os seus colaboradores e clientes. Também é importante ter um diálogo com os funcionários, fazer ações que os motivem no ambiente de trabalho. A questão social é muito relevante para a sua instituição ter grandes resultados e crescer no mercado. Aliás, a governança precisa estar muito bem alinhada para que funcione de forma correta, os membros do conselho precisam ser transparentes e honestos, serem organizados, não esquecerem dos seus acionistas e também ter boas práticas anticorrupção. Contudo, é necessário entender que existem recursos naturais finitos e impactos diretos em todas as ações realizadas. É agir de forma ética e respeitosa com as organizações e com o planeta. Portanto, implementar a sigla é pensar no presente e na continuidade e na sustentabilidade da empresa, se adaptando aos novos tempos e aos limites, qualquer que seja a vontade da humanidade.

Como o Ambisis pode te ajudar a ser uma empresa ESG

O software para gestão ambiental Ambisis possui três pilares indispensáveis para uma gestão ambiental mais segura e produtiva. São eles:
  • Gestão de prazos, com automação dos processos, garantindo o cumprimento dos prazos
  • De documentos, com segurança e acesso de qualquer dispositivo
  • E de responsáveis, que auxilia na tomada de decisões tornando-as mais assertivas e rápidas, entregando redução do tempo e retrabalho.
Aliás, a timeline do Ambisis inicia desde o pedido de licença passando por processos de licenciamento, condicionantes seguido dos protocolos, ofícios, certificados e vistorias. Além do mais, tudo isso compilado em um dashboard com gráficos para melhores tomadas de decisões. Portanto, com o Ambisis, a gestão ambiental se torna um ativo do seu negócio. Solicite uma demonstração gratuita e comece hoje mesmo a implementar a sigla ESG na sua empresa! Solicitar uma demonstração GRATUITA

Publicações recentes

Gestão ambiental de postos de combustível
ISO 14001